Blog

Os marcos do desenvolvimento no primeiro ano de vida

Por: Jéssica Inocencio

Como é possível saber se o seu bebê está se desenvolvendo de maneira saudável? Cada criança se desenvolve em um ritmo próprio, entretanto, alguns marcos acontecem mais ou menos no mesmo período para a maioria delas. São através desses marcos que podemos acompanhar se a criança está se desenvolvendo bem ou se será necessário algum estimulo extra ou ainda acompanhamento especializado.
No primeiro ano de vida os bebês se desenvolvem em uma velocidade extraordinária, mas o destaque fica com a área motora. “A primeira etapa motora que o bebê deve alcançar é o controle de cabeça até três meses de vida. O rolar deve aparecer por volta dos cinco meses e o sentar sozinho aos seis meses. Aos oito meses, a criança deve assumir a postura sentada sozinha e aos nove meses deve engatinhar e se puxar para a postura de pé. Em torno dos 12 meses, a criança começa a andar livremente. É importante lembrar que essas etapas não devem ser seguidas como regra, pois é normal haver uma variação na idade dos aparecimentos de cada marco motor.
Desde o nascimento os pais podem contribuir para estimular o desenvolvimento motor da criança oferecendo um ambiente rico de estímulos motores e sensoriais, como: colocar a criança livre num tatame no chão para que ela possa se movimentar e até rolar; colocar a criança de barriga para baixo quando ela estiver acordada e sob supervisão; brincar com brinquedos próprios para a idade, como chocalhos e bichinhos de borracha; cantar músicas infantis e ler histórias, proporcionado uma boa relação pais-bebês.” É importante lembrar que essas etapas não devem ser seguidas como regra, pois é normal haver uma variação na idade dos aparecimentos de cada marco motor.” (http://www.iff.fiocruz.br/index.php/8-noticias/88-motor).

O Ministério da Saúde disponibiliza à população alguns instrumentos para que controle o peso, a altura, a agenda de atendimento médico, o calendário de vacinação, dentre outras informações relativas à criança pequena.Esses instrumentos, distribuídos pelo SUS (Sistema Único de Saúde), destacam os principais marcos do desenvolvimento da criança.

Logo após o nascimento – o bebê deve começar a mamar e já demonstrar sinais de prazer (sorrir) e desconforto (chorar e resmungar).
Entre um e dois meses – responde ao sorriso, gosta de ficar em várias posições e olha para objetos coloridos.
Dos três aos quatro meses – é bem mais ativo. Olha para quem o observa, acompanha com o olhar. Quando colocado de bruços, levanta a cabeça e os ombros.
Entre cinco e seis meses – vira a cabeça na direção de uma voz ou objeto sonoro. Rola, senta com apoio e leva os pés à boca.
De sete a nove meses – gosta de brincar com a mãe e familiares. Pode estranhar pessoas de fora de seu convívio diário. Fica sentado sem apoio.
Entre dez e doze meses – gosta de imitar os pais, fala ao menos uma palavra com sentido e aponta para as coisas que quer. Come a comida que os adultos de casa comem. Engatinha ou anda com apoio.
Entre treze e dezoito meses – está cada vez mais independente. Quer comer sozinho e já se reconhece no espelho. Fala algumas palavras e anda sozinho.
Entre dezenove meses e dois anos – anda com segurança, corre e/ou sobe degraus baixos. Brinca com vários brinquedos e aceita a companhia de outras crianças, mas também brinca sozinho.
De dois a três anos – demonstra suas alegrias, tristezas e raivas. Gosta de ouvir histórias e tem muitas perguntas. Diz seu nome e nomeia objetos como sendo seus.
De três a quatro anos – quer aprender sobre tudo e gosta de brincar com outras crianças. Imita situações do cotidiano e veste-se com auxílio.
De quatro a seis anos – gosta de ouvir histórias, ver livros, cantar. Corre e pula alternando os pés. Conta ou inventa pequenas histórias.

Vale ressaltar que cada criança tem seu histórico de desenvolvimento e que esses marcos servem como referência para acompanhá-lo. Crianças com amplas distorções precisam de uma análise especializada.

Bibliografia
http://www.iff.fiocruz.br/index.php/8-noticias/88-motor acessado em 24/05/2018
http://desenvolvimento-infantil.blog.br/voce-conhece-os-marcos-do-desenvolvimento-infantil/ acessado em 24/05/2018

Os marcos do desenvolvimento no primeiro ano de vida

Por: Jéssica Inocencio

Como é possível saber se o seu bebê está se desenvolvendo de maneira saudável? Cada criança se desenvolve em um ritmo próprio, entretanto, alguns marcos acontecem mais ou menos no mesmo período para a maioria delas. São através desses marcos que podemos acompanhar se a criança está se desenvolvendo bem ou se será necessário algum estimulo extra ou ainda acompanhamento especializado.
No primeiro ano de vida os bebês se desenvolvem em uma velocidade extraordinária, mas o destaque fica com a área motora. “A primeira etapa motora que o bebê deve alcançar é o controle de cabeça até três meses de vida. O rolar deve aparecer por volta dos cinco meses e o sentar sozinho aos seis meses. Aos oito meses, a criança deve assumir a postura sentada sozinha e aos nove meses deve engatinhar e se puxar para a postura de pé. Em torno dos 12 meses, a criança começa a andar livremente. É importante lembrar que essas etapas não devem ser seguidas como regra, pois é normal haver uma variação na idade dos aparecimentos de cada marco motor.
Desde o nascimento os pais podem contribuir para estimular o desenvolvimento motor da criança oferecendo um ambiente rico de estímulos motores e sensoriais, como: colocar a criança livre num tatame no chão para que ela possa se movimentar e até rolar; colocar a criança de barriga para baixo quando ela estiver acordada e sob supervisão; brincar com brinquedos próprios para a idade, como chocalhos e bichinhos de borracha; cantar músicas infantis e ler histórias, proporcionado uma boa relação pais-bebês.” É importante lembrar que essas etapas não devem ser seguidas como regra, pois é normal haver uma variação na idade dos aparecimentos de cada marco motor.” (http://www.iff.fiocruz.br/index.php/8-noticias/88-motor).

O Ministério da Saúde disponibiliza à população alguns instrumentos para que controle o peso, a altura, a agenda de atendimento médico, o calendário de vacinação, dentre outras informações relativas à criança pequena.Esses instrumentos, distribuídos pelo SUS (Sistema Único de Saúde), destacam os principais marcos do desenvolvimento da criança.

Logo após o nascimento – o bebê deve começar a mamar e já demonstrar sinais de prazer (sorrir) e desconforto (chorar e resmungar).
Entre um e dois meses – responde ao sorriso, gosta de ficar em várias posições e olha para objetos coloridos.
Dos três aos quatro meses – é bem mais ativo. Olha para quem o observa, acompanha com o olhar. Quando colocado de bruços, levanta a cabeça e os ombros.
Entre cinco e seis meses – vira a cabeça na direção de uma voz ou objeto sonoro. Rola, senta com apoio e leva os pés à boca.
De sete a nove meses – gosta de brincar com a mãe e familiares. Pode estranhar pessoas de fora de seu convívio diário. Fica sentado sem apoio.
Entre dez e doze meses – gosta de imitar os pais, fala ao menos uma palavra com sentido e aponta para as coisas que quer. Come a comida que os adultos de casa comem. Engatinha ou anda com apoio.
Entre treze e dezoito meses – está cada vez mais independente. Quer comer sozinho e já se reconhece no espelho. Fala algumas palavras e anda sozinho.
Entre dezenove meses e dois anos – anda com segurança, corre e/ou sobe degraus baixos. Brinca com vários brinquedos e aceita a companhia de outras crianças, mas também brinca sozinho.
De dois a três anos – demonstra suas alegrias, tristezas e raivas. Gosta de ouvir histórias e tem muitas perguntas. Diz seu nome e nomeia objetos como sendo seus.
De três a quatro anos – quer aprender sobre tudo e gosta de brincar com outras crianças. Imita situações do cotidiano e veste-se com auxílio.
De quatro a seis anos – gosta de ouvir histórias, ver livros, cantar. Corre e pula alternando os pés. Conta ou inventa pequenas histórias.

Vale ressaltar que cada criança tem seu histórico de desenvolvimento e que esses marcos servem como referência para acompanhá-lo. Crianças com amplas distorções precisam de uma análise especializada.

Bibliografia
http://www.iff.fiocruz.br/index.php/8-noticias/88-motor acessado em 24/05/2018
http://desenvolvimento-infantil.blog.br/voce-conhece-os-marcos-do-desenvolvimento-infantil/ acessado em 24/05/2018

Scroll Up