Blog

Ingestão de Líquidos Durante as Refeições: Sim ou Não?

nutricaoÉ comum sentarmos a mesa para almoçar ou jantar com um suco, refrigerante, chá gelado, água de coco ou mesmo água mineral. Mas a pergunta é: “O líquido durante as refeições é recomendado?”.

Nutricionalmente, não recomendamos esta pratica durante as “grandes” refeições, como almoço e jantar. Encher a barriguinha de líquidos atrapalha bastante o processo digestivo por vários motivos. Vamos conhecer alguns deles:
Mastigação ineficiente: muitas enzimas que ajudam na digestão são liberadas ainda na boca, através da mastigação. Então, quando usamos uma bebida para ajudar a engolir o alimento, mastigamos menos e produzimos menos enzimas.
Diluição do suco gástrico: existe um líquido muito ácido dentro do nosso estômago, o suco gástrico, e essa acidez é fundamental para quebrar a estrutura dos alimentos e começar a digestão. Quando bebemos durante as refeições diluímos esse ácido, atrapalhando sua função.
Dilatação do estômago: tendo em vista que além da refeição sólida, em quantidade suficiente, o estômago terá que acomodar o líquido ingerido, com certeza sua dilatação será maior que o necessário.
Saciedade falsa: com o estômago dilatado, a sensação de saciedade acontece. Porém, de forma equivocada, já que ele está cheio de líquidos e não de alimentos sólidos. O líquido é absorvido mais rápido e a sensação de fome retorna, fazendo com que mais alimentos sejam ingeridos.

Sendo assim, vamos evitar líquidos durante as refeições e ficar atentos a mastigação. Caso a criança solicite, ofereça um suco ou água mineral ao seu filho pelo menos 30 minutos após as refeições, podendo sempre que possível dar preferencia a água, oferecendo a fruta “in natura” como uma deliciosa sobremesa.

Elaborado por: Ellen B. Maurat Prata – Nutricionista CRN 05101344

Scroll Up