Blog

Funções Executivas

As funções executivas são as habilidades cognitivas que nos permitem controlar e regular nossos pensamentos, nossas emoções e nossas ações diante dos conflitos ou das distrações. Existem três categorias de funções executivas:

O autocontrole, ou seja, a capacidade de resistir em fazer algo tentador para privilegiar a ação desejada. Ele ajuda as crianças a permanecer atentas, a agir de forma menos impulsiva e a ficar concentrada em seu trabalho.

A memória de trabalho, ou seja, a capacidade de conservar as informações na mente, o que permite utilizá-las para fazer o vínculo entre as ideias, calcular mentalmente e estabelecer prioridades.

A flexibilidade cognitiva, ou seja, a capacidade de pensar de forma criativa e de se adaptar às demandas inconstantes. A flexibilidade cognitiva está relacionada à nossa capacidade de mudarmos nosso ponto de vista, à nossa capacidade de mudarmos a maneira de pensar sobre um problema.

O número de estudos científicos sobre as funções executivas na primeira infância aumentou exponencialmente na última década. Em geral, as publicações específicas sobre o assunto indicam que as funções executivas estão relacionadas com a auto regulação e o sucesso escolar. Como as funções executivas desempenham um papel essencial no desenvolvimento das crianças e em seu sucesso até a idade adulta, é importante encontrar maneiras de favorecer sua evolução durante a primeira infância.

Como promover o desenvolvimento das Funções Executivas

Diversas atividades que servem para melhorar as Funções Executivas de crianças têm sido publicadas em trabalhos científicos. Essas atividades incluem intervenções que envolvam atividades aeróbicas, artes marciais tradicionais, ioga, capoeira, desenvolvimento da atenção e alguns currículos escolares.

Currículos escolares que incluam atividades agradáveis e desafiadoras voltadas para a autorregulação , por exemplo, a rodinha de conversa onde a criança precisa ouvir o que amigo está falando e esperar sua vez de falar ou ainda brincar de faz de conta (o jogo simbólico), música, dança, atividades aeróbicas como correr, pular (educação física e momentos em espaços livres), artes marciais, capoeira e atividades de contar histórias são exemplos de atividades que podem ajudar a melhorar as habilidades de funcionamento executivo fundamentais. Na sala de aula, as crianças devem passar mais tempo em atividades de aprendizagem ativa e com tarefas que elas sintam prazer em fazer. Ter adultos entusiasmados e carismáticos ajuda as crianças a se envolverem nas atividades propostas.

A melhoria das Funções Executivas e, consequentemente, do sucesso escolar e profissional é um assunto bastante sério. De fato, pesquisas mostram que somos mais criativos e temos mais energia para o trabalho quando gostamos do que estamos fazendo. Por que não aproveitar os interesses e aquilo que as crianças gostam para desenvolver as crianças de forma positiva e para que elas tenham sucesso na escola?

por Jessica Inocêncio – Psicóloga

Scroll Up