Blog

Do desenvolvimento de linguagem a alfabetização

Aprender a falar é uma das conquistas mais importantes e mais visíveis nos anos iniciais da criança. Novas ferramentas de linguagem significam novas oportunidades para a compreensão social, para aprender a respeito do mundo, para compartilhar experiências, prazeres e necessidades. Posteriormente as crianças dão mais um enorme passo do desenvolvimento da linguagem ao aprender a ler. Embora sejam diferentes, esses dois domínios estão também relacionados. As habilidades iniciais de linguagem estão associadas ao posterior sucesso na leitura. Da mesma forma, a alfabetização e as atividades pré-alfabetizações podem contribuir para as competências de linguagem da criança tanto nos anos pré-escolares como na escolarização posterior.
A quantidade e o tipo de estimulação linguística no lar e estresses familiares afetam o desenvolvimento linguístico da criança. Da mesma forma, a qualidade da interação entre um cuidador e uma criança, como brincar com jogos de palavras ou ler livros, desempenha um papel importante nos resultados da alfabetização. As habilidades das crianças progridem mais rapidamente e mais prontamente em interações intencionais caracterizadas por estímulos sensíveis, responsivos e não controladores por parte do adulto.
Por volta dos 21 meses de idade, a maioria das crianças consegue pronunciar 100 palavras e começará, antes dos 2 anos de idade, a combinar essas palavras para fazer frases curtas. Infelizmente, muitas crianças pequenas já apresentam atraso nesse período. Quando as crianças têm dificuldade de entender os outros e de se expressar, não é raro que surjam problemas de ajustamento psicossocial e emocional. Crianças que apresentam atraso ou desorganização da linguagem correm, portanto, maior risco de apresentarem problemas sociais, emocionais e comportamentais. A frequência dos problemas de linguagem e seu impacto posterior na alfabetização e nas habilidades de leitura testemunham a necessidade de intervenção precoce assim que as dificuldades de linguagem são detectadas.
Intervenções precoces em linguagem durante a infância ou nos anos pré-escolares podem ter impacto significativo sobre o desenvolvimento da criança. A avaliação e intervenção de distúrbios do desenvolvimento de linguagem deve ser feita por um fonoaudiólogo, bem como a orientação dada a família e aos educadores que atuam junto a criança. Para que desta forma a acriança consiga atingir seu desenvolvimento integral.
Jéssica Inocencio,
Psicóloga e orientadora educacional

 

Adaptado de Enciclopédia da primeira Infância, em: http://www.enciclopedia-crianca.com/sites/default/files/dossiers-complets/pt-pt/desenvolvimento-da-linguagem-e-alfabetizacao.pdf

Scroll Up